segunda-feira, 24 de setembro de 2012

No Canadá, fazendo compras nos EUA!!

Continuando o post anterior, sobre compras nos EUA quando se está viajando pelo Canadá, resolvi escrever as suas vantagens e o que é necessário ser feito aqui de forma mais objetiva ainda, para que não fiquem dúvidas, ok?

1) A grande vantagem de se fazer compras nos EUA, quando se está viajando pelo Canadá, é, sem dúvidas, o fator imposto. Os impostos no Canadá são, de modo geral, bem mais altos do que nos EUA. Nas províncias de Ontario e Quebec, por onde passei, variavam de 13% a quase 19%, e isso faz uma diferença enorme no final da brincadeira, especialmente para quem quer aproveitar a oportunidade para fazer grandes compras. Acrescento, ainda, o fato de que os valores nos EUA dos mesmos produtos, marcas e lojas também costumam ser mais baratos do que no Canadá. Um bom exemplo disso pode ser verificado ao consultar o site da super famosa loja de eletrônicos Best Buy Americana e verificar o preço do mesmo produto no site da Best Buy Canadense.

2) A fronteira entre EUA e Canadá é bem grande e, por isso, são muitas as oportunidades e possibilidades de conciliar passeios pelo Canadá e também cruzar a fronteira em direção aos EUA. Na minha humilde opinião, a rede de Outlets Premium, que pode ser encontrada em em vários lugares espalhados nos EUA, inclusive no Estado de NY, é uma das melhores.

Como já relatei, eu visitei o Fashion Outlets, em Niagara Falls Americana. Em Buffalo, também tem o famoso shopping Walden Galleria. Além disso, em Buffalo também é possível encontrar algumas lojas bem bacanas como a já citada Best Buy

Fiquei com vontade, mas não havia tempo para ir lá sem ter que dormir no local, por ser um pouco mais distante de Toronto, cerca de 300km (mais ou  menos 4 horas de viagem), mas meu grande desejo era o de ter ido ao Waterloo Premium Outlets

Conheço a rede Premium por já ter feito a "festa" no Outlet Woodbury, em NY. Mas também não me arrependi nem um pouco sequer de ter ido ao Fashion Outlets, pois a "festa" foi farta também, sem deixar muito a desejar se comparado ao Woodbury, quando eu fui.

3) Não se esqueçam de que para atravessar a fronteira, o Visto para os EUA precisa estar em dia. Passaportes em mãos na fronteira, ok??

4) Recomendo ir de carro, primeiro, para facilitar o deslocamento e não perder tempo nas fronteiras estando em ônibus. Segundo, para acomodar melhor suas compras. 

5) A regra para fazer compras nos EUA, quando viajar para o Canadá, ou seja, indo aos EUA só para fazer compras e depois retornar ao Canadá é a seguinte:

Conforme texto oficial do governo canadense, "I Declare", os cidadãos canadenses, cidadãos residentes no Canadá, de forma temporária ou não, precisam estar cientes das quotas de isenção e das regras para compras nos EUA. 

Pelo texto oficial do Governo, se ficar 24 horas ou mais fora do Canadá, a cota é de 200CAD. Se ficar 48 horas ou mais, a cota passa a ser de 800CAD. Se ficar 7 dias ou mais, a cota permanece sendo de 800CAD, com a possibilidade de incluir alguns produtos derivados de tabaco e alguns outros alcoólicos. E se ficar menos de 24 horas, parece que a cota é de apenas 60 dólares canadenses, e tudo isso POR PESSOA.

Todavia, um oficial da Receita e Imigração, no aeroporto de Toronto, explicou que no caso específico de residentes temporários (todos aqueles que viajam ao Canadá como turistas, ao tirarem seu visto, são considerados residentes temporários), se as compras feitas nos EUA forem para você mesmo e não houver encomendas ou presentes para canadenses ou residentes no Canadá, nesse caso não se aplicam essas regras. Ou seja, não serão aplicadas as regras de cotas de isenção porque estará tudo isento de tributos canadenses


Mas deixo aqui como alerta que é sempre importante consultar os oficiais e os sites oficiais do governo porque essas regras alfandegárias estão sempre sujeitas a mudanças.

6) Como é de grande interesse também dos canadenses fazer compras nos EUA, evitem finais de semana e feriados, pois as pontes e fronteiras costumam ficar bem cheias. Ou então programe-se para ir bem cedo. 

E BOAS COMPRAS PARA TODOS!!


13 comentários:

  1. OLÁ LILI, ANTES DE MAIS NADA GOSTARIA DE AGRADECER PELO SITE E O COMPARTILHAMENTO DE TANTAS DICAS! PERFEITO... Estou pesquisando minha viagem para o Canadá em outubro, já estou com passagens compradas e gostaria muito de alugar um carro, acho que a viagem fica nas minhas mãos com um carro. Normalmente eu e meu marido preferimos algugar o carro. Por isso, minha dúvida quanto a fronteira do Canadá até os EUA. Temos visto dos dois países, mas não sei como fica questão do carro... Posso alugar um carro no Canadá e passar pela fronteira normalmente???? Existe algum burocracia por conta do carro? Muito obrigada!
    um beijo,
    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol! Tudo bom?
      Puxa, eu é que fico feliz por seu comentário e agradeço o carinho!
      Quanto ao Canadá, você já viu o post sobre a escolha da Hertz? http://apaixonadosporviagens.blogspot.com.br/2012/08/canada-planejando-aluguel-de-carro-2.html
      Pois bem, o que fiz com meu namorado foi deixar bem claro para a atendente da Hertz o nosso itinerário. Ao fazer a reserva do carro, informamos:
      - Período da locação
      - Deslocamentos, ressaltando que iríamos cruzar a fronteira com os EUA
      - Esclarecemos a questão do seguro (muito importante saber os valores e o que abrange)
      No final, fazendo a reserva diretamente daqui do Brasil, foi extremamente vantajoso: atendimento em português, pagamento em reais, possibilidade de parcelamento, não incidência de IOF (apenas um valor correspondente ao serviço da loja em Toronto, local da retirada e devolução do carro, que foi pago em dólares e diretamente na loja - é bom também deixar essa questão bem clara para depois não sentir lesado ou com surpresas).
      Atravessar a fronteira para os EUA com carro cuja placa era de Ontario foi muito tranquilo. O MAIS IMPORTANTE É TER PASSAPORTES VÁLIDOS - COM MAIS DE 6 MESES DA DATA DE VENCIMENTO - E VISTO!!
      Não me foi solicitado nenhum outro documento.
      Recentemente, em viagem que fiz a Foz do Iguaçu, ao alugar o carro na Hertz, como desejava ir para a Argentina, na cidade de Puerto Iguazu, que faz fronteira com Foz, tive que pagar um seguro adicional, chamado de Carta Verde, o qual poderia ser solicitado pelos oficiais da Argentina, sob pena de multa para quem não o tenha.
      No caso da fronteira entre EUA e Canadá, nunca soube de algo parecido e, quando fiz a reserva com a Hertz, indaguei se seria necessário algo além de visto/passaporte. Até onde eu sei, nada mudou em menos de um ano (ainda não fez um ano dessa minha viagem maravilhosa!!).
      O que recomendo fazer sempre é perguntar. No ato da reserva, deixe claro seu itinerário e a questão da fronteira, além das cidades americanas que pretende conhecer.
      Espero ter ajudado!
      Canadá é o máximo e eu adorei cada segundo que passei por lá!!
      Quero muito voltar para conhecer as Rochosas e redondezas do lado oeste!
      Beijos

      Excluir
  2. Ol, muito obrigada pelas dicas! Todas as vezes que aluguei carro nos EUA, aluguei aqui pelo BRASIL, já aluguei em Orlando, Los Angeles, Las Vegas, NY e Miami. Em todas as vezes foi super tranquilo... MAs pela primeira vez vamos cruzar a fronteira, então estou com medo de ter algum problema. Ainda não li seu post sobre os alugueis, farei em breve.

    Ja cruzei a fronteira de países pela Europa e nunca precisei pagar nada!

    Vamos pegar um voo para Toronto e estou pensando em ficar dois dias em Niagara Falls, (inclusive reservei o mesmo hotel que o seu hoje por 162 reais, duas diárias) acredito que tenha muitas coisas para fazer, depois partiremos para Montreal e Quebec, como fizemos uma viagem de carro pela California em 2011 e simplesmente AMAMOS, quero agora fazer algo parecido no Canadá... Mas como toda mulher, gostaria de dar uma passada nos outlets que vc indicou lá na parte dos EUA.

    Esse outlet é bom mesmo? Vale a pena?
    Nos falamos, um beijo,

    Carol

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagine, é um prazer poder colaborar.

      Quando cruzamos a fronteira, o oficial americano foi pouco simpático (como eu acredito que seja o costume mesmo), mas pediu para ver os documentos e que retirássemos os óculos escuros.

      Na volta para o Canadá, o oficial canadense foi uma simpatia só. Não perguntou o que estávamos fazendo nos EUA. Pelo contrário, preferiu perguntar sobre nossa viagem, por onde tínhamos já passado e questionou a cor transparente do meu namorado que, segundo ele, era não parecia brasileiro (esses estereótipos que eles têm em mente chegam a ser engraçados, né? Acabam se esquecendo que o Brasil tem dimensões continentais e é formado por muitas cores e suas misturas).

      Minha grande preocupação, para ser sincera, era com as compras que fiz. Como antes de viajar eu não tive uma certeza conclusiva se eu seria cobrada de alguma cota ao voltar do Canadá, ainda mantive receios nesse assunto. Embora o oficial do aeroporto, logo que desembarquei em Toronto, tenha me informado que não havia problemas quanto às compras feitas nos EUA e posterior retorno ao Canadá, pois, na verdade, só são abrangidos pela cota os residentes no Canadá (canadenses ou não) ou quem estivesse fazendo compras para dar de presente a residentes no Canadá (não sei como se faz o controle disso).

      Para turistas, não residentes no Canadá, em trânsito entre Canadá e EUA, não se aplicam as cotas de fronteiras. Nosso problema é com a nossa Receita Federal e nossa cota de 500USD.

      Em Niagara Falls, eu fiquei 1 noite. Um dia inteirinho para passeios por lá foi o suficiente. Aproveitei bastante o dia e consegui fazer muita coisa. O outro dia foi para compras em Niagara Falls Americana.

      Legal vc ter reservado o mesmo hotel!! Eu achei bastante funcional. Estacionamento amplo e gratuito (raridade por lá!). Quarto bem grande (grande mesmo!) e com tudo de que precisamos como básico. A decoração peca um pouco e a roupa de cama não era a melhor. Mas eu só queria mesmo descansar e de espaço para organizar a bagunça das malas!!! heheheheh...

      Eu fiz a reserva pelo Booking.com e fui colocada no 3º andar (se não me falha a memória). O recepcionista foi um fofo e, visualizando a quantidade de malas que carregávamos, tratou logo de providenciar um quarto no andar térreo para a gente se acomodar. Foi ótimo!! Acho que as escadas seriam terríveis mesmo pela quantidade de malas.

      A falta de café da manhã não foi problema. No dia seguinte, fomos muito cedo para o Outlet. Chegamos lá antes mesmo de as lojas abrirem, para aproveitamento máximo, mas a praça de alimentação já estava aberta e foi onde tomamos café da manhã.

      Sobre o Outlet, eu aproveitei horrores!! Havia muitas barganhas por lá, como qualquer outro Outlet americano. Talvez não se compare aos da rede Premium, mas rende um bom dia de compras por lá, viu?

      Pegue o cartão de descontos do Outlet, no balcão de informações logo que chegar. Chame-se green card e você pode cravar mais uns 20% de desconto além dos preços baixos, a depender da loja.

      O que mais me chamou a atenção é o fator impostos. Os impostos nos EUA são menores, se comparados aos do Canadá. Soma-se a isso os preços que, nos EUA, tendem a ser mais baratos (comparando uma mesma loja nos EUA com outra localizada no Canadá, provavelmente haverá alguma variação de valores, sendo mais barato nos EUA).

      Por tudo isso, considerando que você já estará em Niagara Falls, eu super recomendo sim uma ida ao Fashion Outlet e, até mesmo, já que terá mais tempo do que eu, com suas duas noites, uma esticada até Buffalo e conhecer a Walden Galleria, se for do seu interesse.

      Ainda assim, recomendo que acesse os sites do Outlet para saber as lojas que existem e avaliar seus interesses. Dá até mesmo para fazer um roteiro de compras, estudar o mapa e, com isso, otimizar seu tempo por lá.

      =))

      Bjs

      Excluir
    2. Muito obrigada! Adorei suas dicas e comentários... Outlets dos EUA são sempre assim, a gente pesca os cupons e tenta mais um descontinho.

      rs
      beijos

      Excluir
  3. Ah... Outra pergunta.
    vc vez todas as cidades de carro?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No início da viagem, eu fiquei hospedada uma noite na casa de um amigo. Peguei o carro no segundo dia. Daí, ficamos 14 dias seguidos com o carro. Fizemos: Toronto -> Montreal -> Quebec City -> Ottawa -> Toronto -> Niagara Falls -> Toronto. Nos deslocamentos entre as cidades, aproveitamos para passear em outras cidades, como Kingston/Thousand Islands, Trois Riviere, Mont Tremblant, Niagara on the Lake... Achei bárbaro ter essa flexibilidade de conhecer outras cidades.

      No final da viagem, em Toronto, devolvemos o carro logo que chegamos de Niagara Falls, à noite mesmo (alugamos o carro com essa possibilidade de devolução durante a noite/madrugada com a Hertz) e ficamos sem carro em Toronto nos últimos dias, pois o hotel era bem central, escolhido já pela localização e facilidades disso.

      Qualquer dúvida, estou às ordens!!
      Bjs e bons planejamentos!!

      Excluir
    2. Ah blz, nossa ideia é ficar com o carro todos os dias tb. Vamos ficar 17 dias no total, legal saber que da pra conhecer essas cidades menores... Meu roteiro ainda não está exatamente fechado... A diferença é que vamos para o Outlet logo no incio, mas como estaremos de carro, acho que não tem problema quanto a bagagem! rs Seu roteiro eh bem parecido com o Meu.. Quebec, Montreal, Niagara, Ottawa e Toronto. Ótimo!

      Beijinhos!

      Excluir
    3. Então... eu devolvi o carro assim que voltei para Toronto e fiquei os últimos 3 dias de viagem, em Toronto, sem carro. O hotel era bem central (escolhido já por essa razão).

      O metrô e os bondes funcionam muito bem por lá. Mas achei os valores salgados (não fiz nenhum passe de metrô porque não fiz tantos os deslocamentos diários que justificassem o passe... eu saía caminhando e caminhando - muito - e só me rendia ao metrô/bonde/táxi quando as pernas suplicavam por ajuda rsrs...)

      Ficando hospedada no centro de Toronto, você consegue fazer muita coisa a pé!! Para ter uma ideia, eu fui tranquilamente caminhando do hotel onde me hospedei até a CN Tower, depois segui até o Lago Ontario, por onde caminhei até o ponto de partida dos barcos de passeio pelo lago. Acabei jantando por lá e, só aí, no final, peguei táxi para o hotel.

      Todavia, quando você for, já estará frio e não sei dizer ao certo quão frio fará e isso vai dificultar as suas caminhadas. Vale a pena dar uma olhada nas médias de temperatura e pluviométricos também para ter noção do clima.

      Quanto à ida ao Outlet no início, um carro grande resolve bem a situação. O Canadá é um país que inspira muita segurança, porém, eu vi mais pedintes pelas ruas, principalmente em Montreal, do que eu imaginava ver. Muitos desses "mendigos" pareciam mais hippies do que os mendigos com os quais estamos acostumados aqui no Brasil. Ainda assim, já que fará suas compras no início, só atente para a questão de ter ou não estacionamento nos hotéis, caso você queira deixar algo dentro do carro.

      Estacionamento em hotel costuma ser caro por lá. Os públicos - também pagos - são bem mais em conta. O problema é que muitas vezes você tem que lidar diretamente com a máquina - nem sempre tem um funcionário para te orientar. Daí, às vezes pode ser confuso. Depois que se pega direitinho a "manha", fica tranquilo.

      Em todo caso, carregue cadeados não universais para usar nos hotéis. Eu costumo fazer isso para me sentir mais segura. Nunca se sabe, né? Afinal, já dizia o ditado que "De Velho Morreu o Seguro"....

      Beijos

      Excluir
  4. Olá, gostei muito do seu blog, gostaria de saber se exemplo, eu fosse morar no Canadá, eu poderia fazer compras de alimentos, compras de eletrônicos e etc, nos EUA por ser mais barato? Estou pensando em ir morar lá, mas estou em dúvida se vou para os EUA ou para o Canadá. Responde aí vai. Agradecida (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Anônimo, tudo bom?
      Então, você poderá sim fazer compras nos EUA se for residir no Canadá, mas deverá respeitar as cotas impostas aos residentes do Canadá. Essa cota varia de acordo com a quantidade de dias que você passar nos EUA e o controle das fronteiras parece ser sério nesse sentido.
      Ou seja, se for aos EUA passar apenas um dia para fazer compras, sua cota será bem baixa... Nesse caso, para você não ter problemas, sugiro ler o temo I Declare --> http://www.cbsa-asfc.gc.ca/publications/pub/bsf5056-eng.html --> nesse link você terá as respostas aplicáveis aos residentes do Canadá.
      Espero ter ajudado.
      abs,
      Lily Pestana

      Excluir
  5. oi vi vários comentários sobre o visto pros eua vindo do canadá mas ninguém falou nada sobre entrar no canada. Estou indo a nova york e quero alugar um carro e dar um pulinho no canadá mas nao tenho visto canadense, apenas americano. Como faço pra entrar no canadá neste caso??? Quero ficar por la no max 4 dias. Preciso msm de um visto pra entrar de carro na fronteira??? Obrigada

    ResponderExcluir
  6. Atenção!!! Você precisa de ajuda e assistência para obter os seus três anos minumum visto EUA, contacte-nos hoje por e-mail (visaclick900@gmail.com), obrigado

    ResponderExcluir