quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Canadá: Comprinhas (1) - Outlet nos EUA!!

Ahhhh... não podia faltar, certo??? É claro que eu ia falar sobre as compritchas canadenses!! hehehehe...

Então, antes de qualquer coisa, lembro a vocês o que já comentei aqui sobre a questão dos impostos. No Canadá, assim como nos EUA e em vários países europeus, o imposto não é embutido no valor do produto, ou seja, você paga o valor da etiqueta mais o imposto que é calculado na hora de pagar. 

Além disso, também já expliquei que os impostos variam BASTANTE de uma cidade para outra, de uma província para outra. Pelo que percebi e pelo que paguei, a variação ia de 13% a quase 19%. Portanto, uma facadinha extra na hora de pagar (além das tips, né??? é tip pra cá, é tip pra lá... só eu ficava sem tip!! kkkk... lembram da dica?? Calcule a tip/gorjeta com base no que se paga de imposto local... isso facilita o cálculo). 

Logo, se você for a Niagara Falls, como eu fui, e puder se programar para pernoitar por lá e ir para Niagara Falls americana no dia seguinte ou ir para Buffalo, É A MELHOR COISA A SER FEITA!!

Explico: os impostos nos EUA costumam ser menores, em torno dos 8%, com suas variações também de cidade e de estado. Mas, além disso, os preços praticados nos EUA para os mesmos produtos e marcas também costumam ser menores do que os preços no Canadá. A diferença nem sempre é grande, podendo ser em torno de 5 a 10 dólares para cosméticos e maquiagem, ou de até 50 dólares para determinados eletrônicos, por exemplo. 

Por isso que é bastante interessante ir aos EUA para fazer suas compras caso você esteja em Niagara Falls. Basta atravessar a Rainbow Bridge e pronto: às compras!! 

Nesse ponto, a dica é evitar a Rainbow Bridge em finais de semana e feriados, pois ela fica impraticável... pense na Ponte Rio-Niterói em véspera de reveillón ou feriado... pensou?? Então é quase isso!! hahahaha..... tudo bem, exageros à parte, pois a Rainbow Bridge é super pequena se comparada à Ponte Rio-Niterói, de fato, se você resolver encará-la nesses dias, as chances de pegar um baita engarrafamento e ficar horas ali parado serão enooooormes!! 

E quando o assunto é COMPRAS, eu penso que o melhor é não perder tempo e aproveitar ao máximo que puder dentro dos Outlets. 

Ahhh... sim sim sim, em Niagara Falls Americana, do outro lado da ponte, tem um Outlet que eu visitei, o Fashion Outlets, que não é graaaaande como os Outlets da maravilhosa rede Premium, mas foi o suficiente para eu chegar às 9:30 (saí suuuper cedo do hotel, fiz check out, e parti correndo... cheguei antes mesmo de as lojas abrirem, pois abriam às 10:00) e, mesmo o Outlet fechando às 21:00, eu, que estava dentro de uma loja, acabei "fechando" a loja às 21:20. E NÃO CONSEGUI ENTRAR EM TODAS AS LOJAS!!!!!!!!!! É verdade!! Aaaahhh... outro detalhe: eu não parei nem para almoçar, tá?? 

Ou seja, mesmo não sendo um super Outlet gigante, as suas mais de 150 lojas tomaram meu dia inteiro  e não consegui entrar em todas. Fiquei devendo algumas poucas e consegui lotar o carro de bolsas de compras!! hehehehehe... 

Outra dica é: vá para lá de carro!!! Eu acho que não deve valer muito a pena ir de ônibus porque o tempo que se perde na fronteira deve ser chato. Além do que o Outlet conta com um amplo estacionamento. Só não gostei do fato de o estacionamento ser a céu aberto. Em dias ensolarados, como foi o meu caso, sem problemas. Mas se fosse chuvoso, seria mais complicado. Ainda assim, foi muito prático ter o carro lá para ir "depositando" as compras à medida que ia comprando. Não precisei carregar uma mala dessa vez dentro do Outlet porque eu comprava um monte e colocava no carro para recomeçar as compras!! E deu certo sem qualquer problema quanto à segurança... excelente!!

Além disso, TEM QUE ESTAR COM O PASSAPORTE EM MÃOS AO PASSAR PELA FRONTEIRA na Rainbow Bridge!!! Tanto na ida, quanto na volta, os agentes ali presentes, do lado americano e canadense, poderão fazer perguntas e com certeza pedirão os passaportes. Para entrar nos EUA, tem que estar com o VISTO atualizado e em dia!!

E preciso dizer que o oficial americano foi um "super delicado"?? rsrsrsrs... eu, sinceramente, não entendo por que de agir dessa forma tão antipática e grosseira. Tudo bem que ele não fez nenhuma grosseria extrema, mas a falta de cortesia, simpatia e boa vontade estavam na cara dele... Até pediu para tirar o óculos para ver melhor o rosto. 

O bom é que foi rápido!! Sem engarrafamento... FUI EM UMA SEGUNDA, POR VOLTA DAS 9:00 DA MANHÃ. Estava bem vazio, tranquilo e do hotel em que fiquei até lá não levei mais do que 15 minutos. 

Mas VALE MUITO A PENA ir a Niagara Falls Americana e fazer suas compritchas nesse Outlet, viu?? 

Outra coisa SUPER BACANA: reparei depois que várias lojas desse Outlet - não me perguntem a razão porque eu não sei!! - estavam aplicando impostos mais baixos ainda, em torno dos 4%

E, para melhorar ainda mais o dia, havia um cartão de descontos chamado Green Card, adquirido na recepção do Outlet. 

E as compras, principalmente na Gap, Guess, Carter's, Puma, Tommy Hilfiger, Ralph Lauren,  Bare Minerals, Nike, Lindt, Saks 5th Avenue, Michael Kors, Fossil... entre outros, foram simplesmente sensacionais!! 


É impressionante como pagamos caro aqui no Brasil pelos mesmos produtos. Fico indignada ao constatar como as coisas aqui, por conta da incidência de tantos impostos (em grande parte os preços ficam mais caros por isso e também pelo lucro estimado nas importações), ficam tão absurdamente mais caras se comparadas com os mesmos produtos comprados lá nos EUA. Pronto... desabafei!! 

No final do dia, para brindar o sucesso das compras e o rombo no cartão de crédito (que eu acabei usando no final da viagem e quase morri depois que paguei a fatura), fui me fartar com as delícias do Applebee's, dentro do Outlet. 

Retornei para o Canadá por volta das 23:00 e o oficial da fronteira, canadense, foi ultra mega simpático. Brincou, queria saber por onde eu já tinha ido. E sequer perguntou o que eu estava fazendo nos EUA. 

Realmente estava preocupada com as compras feitas e se teria problema

A questão é que, antes de viajar, eu pesquisei bastante sobre o assunto e se poderia atravessar a fronteira para fazer compras nos EUA e voltar para o Canadá.

Bem... depois que eu li um texto oficial do governo canadense chamado I Declare e que inclui os residentes temporários do Canadá, retornando ao país, eu entendi que seria esse o meu caso. Afinal, para retirar um visto para visitar o Canadá, somos considerados residentes temporários, mesmo que viajantes a turismo.

Então, desanimei por completo, porque esse texto é bem claro em afirmar que os residentes temporários estariam abrangidos pelas cotas de isenções de compras de produtos fora do Canadá, ao retornar para o Canadá, cujos limites para não incidência de impostos estão explicados no texto.

Porém, chegando no Canadá, logo que desembarquei no aeroporto de Toronto, pedi ao oficial da Imigração que me explicasse como funcionava a regra e se seria aplicada a mim.

Disse a ele que pretendia ia aos EUA por menos de 24 horas para fazer compras e se isso seria possível. A primeira pergunta que ele me fez foi se as compras seriam para alguém no Canadá ou apenas para mim. Disse que as compras eram para mim e pessoas no Brasil.

Ele explicou que nesse caso, não levando produtos para pessoas no Canadá (residentes ou não, canadenses ou não), eu poderia comprar tudo que eu quisesse e só precisaria depois me entender com a Alfândega do Brasil e não com o Canadá.

Contudo, se eu estivesse levando compras para canadenses (ele apenas não disse como comprovar ou declarar isso), nesse caso eu estaria abrangida sim pelas regras impostas aos residentes.

Essas regras são diferentes, pois a cota de isenção varia a depender da quantidade de dias que você permanece fora do Canadá. 

Pelo texto oficial do Governo, se ficar 24 horas ou mais fora do Canadá, a cota é de 200CAD. Se ficar 48 horas ou mais, a cota passa a ser de 800CAD. Se ficar 7 dias ou mais, a cota permanece sendo de 800CAD, com a possibilidade de incluir alguns produtos derivados de tabaco e alguns outros alcoólicos. E se ficar menos de 24 horas, parece que a cota é de apenas 60 dólares canadenses.

Imaginem então a minha tristeza, antes de viajar, achando que eu não poderia fazer as compras no Outlet?? ai ai ai ... sofri, viu??

Ainda bem que conversei com o oficial no aeroporto de Toronto que me explicou tudo direitinho. 

Mais uma vez: TURISTA EM TRÂNSITO ENTRE CANADÁ E EUA, QUE RESOLVE FAZER COMPRAS NOS EUA E DEPOIS RETORNAR AO CANADÁ, DESDE QUE AS COMPRAS NÃO SEJAM PARA NINGUÉM QUE RESIDA NO CANADÁ, NÃO HÁ QUALQUER LIMITE, NÃO VAI PAGAR IMPOSTO AO REGRESSAR PARA O CANADÁ EM CIMA DOS PRODUTOS COMPRADOS NOS EUA!!

E, de fato, como disse, o oficial canadense na fronteira perguntou sobre tudo, sobre o Brasil, sobre os meus passeios e, em momento algum perguntou o que eu estava fazendo nos EUA e se havia feito alguma compra. 

Foi bem tranquilo!!

**** OUTRAS OPÇÕES DE COMPRAS EM OUTLETS NO CANADÁ E NOS EUA, PRÓXIMO À FRONTEIRA COM O CANADÁ:

--> Buffalo:
. Walden Galleria - esse na verdade é uma espécie de Shopping Center mesmo

--> Niagara Falls Candense:

--> Toronto:
Dixie Outlet Mall - fica em Mississauga
. Vaughan Mills - esse na verdade não fica bem em Toronto, mas sim em Vaughan, a mais ou menos 45km de Toronto, e oferece até mesmo serviço de transfer com horários de ida e volta todo dia da Union Station em Toronto.

Eu só conheci mesmo o Fashions Outlet em Niagara Falls Americana!! 

Mas fica a dica para quem tiver mais tempo para percorrer outros outlets!!! E tem mais post pela frente sobre as lojas no Canadá...  Acompanhem!!!!

Niagara Falls Americana, chegando no Fashion Outlets










4 comentários:

  1. Respostas
    1. Nos EUA, a rede Premium costuma ser a maior e melhor. Mas no Canadá, infelizmente, não sei informar, tanto que a gente optou por fazer nossas compras no Outlet localizado na cidade de Niagara Falls Americana. Atravessamos a Rainbow Bridge que separa o Canadá dos EUA, em Niagara Falls e fomos para os EUA fazer compras. Os impostos no Canadá são mais altos.
      Espero ter ajudado.
      Abraços,
      Lily

      Excluir