sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Canadá: dicas e curiosidades!!

A experiência que eu tive nos 18 dias de passeio pelo Canadá, nas províncias de Quebec e Ontario, foi maravilhosa!!! 

Vou relatar aqui algumas dicas e sugestões, além de curiosidades que eu só descobri estando por lá:

- Impostos: Se você está mais acostumado a ir aos EUA e nunca foi ao Canadá, poderá estranhar um pouco a questão da incidência de impostos porque costuma variar bastante de uma província para outra e, mesmo dentro da província, de uma cidade para outra. Eu, particularmente, nunca sabia direito quanto que tinha que pagar de imposto até ver a nota fiscal. Ah sim, o preço que você na etiqueta NÃO É O PREÇO FINAL!!

O preço que você paga vem acrescido dos impostos, por isso é bom ter em mente o valor do imposto para calcular o preço das mercadorias e não levar susto na hora de pagar. O valor do imposto é separado da mercadoria!!

Para ter uma noção, em Toronto o imposto nas compras fica em 13%, já em Quebec fica em torno dos 18,5%. E dá uma tristeza na hora de pagar... mas, ainda assim, mesmo não se tratando de outlets, os preços são muuuuuito mais baratos do que no Brasil. 

Esses impostos, relacionados ao serviço e à transmissão/aquisição de mercadorias, incidem sobre praticamente tudo!! Até mesmo os estacionamentos dos hotéis, que quase sempre são cobrados a parte, fazem incluir ao final esse valor do tributo. Reparei, contudo, que o valor que aparecia na bomba depois de abastecer o carro com combustível não sofria acréscimos, pagando aquele valor exato que aparecia na bomba.

- Gorjetas / Tips: e você achou que bastava pagar os impostos?? Nada disso!! Em praticamente todos os serviços, as famosas tips são ansiosamente aguardadas: garçons, camareira, maleiro, taxistas... NÃO SE ESQUEÇA DE DAR AS GORJETAS!! 

Como regra, e para facilitar, o normal é dar de gorjeta o valor que você está pagando de imposto. Ou seja, se em Quebec City o imposto sobre o serviço é de 18%, dê esse mesmo valor para quem executou ou serviço.

Isso faz parte da cultura e advém dos direitos e garantias trabalhistas que funcionam bem diferente... as gorjetas complementam o salário, praticamente fazendo parte mesmo do salário. É algo comum, aceito e agir diferente pode gerar antipatias. Porém, se houver alguma má prestação no serviço, algum problema, é claro que você não é obrigado a pagar a gorjeta no seu valor máximo. Avalie a situação e seja razoável e ponderado!!

- Segurança: achei tudo muito seguro. Andei bastante a pé e, por diversas vezes, bem tarde, por volta das 24:00/01:00, especialmente em Montreal. Não percebi nada que pudesse ser suspeito ou assustar, porém, não posso deixar de registrar que me surpreendeu o fato de ver muitos pedintes nas ruas, em grande parte em Montreal. Esses pedintes nas ruas pareciam mais hippies e drogados e às vezes era chato ser abordado por eles... acaba fingindo mesmo que não estava entendendo, mandando um clássico "não falo inglês", para me livrar logo deles... 

- Obras/Ruas Interditadas: estive recentemente no Canadá, em pleno auge do verão - julho - e isso também foi algo que me incomodou um pouco. É claro que entendo perfeitamente que é durante o verão, principalmente, que eles aproveitam para fazer as grandes obras de construção e manutenção externas... afinal, um país que enfrenta invernos rigorosos, com temperaturas que podem chegar a -30º, essa é a época de arregaçar as mangas e adiantar ao máximo essas obras.

Mas... mas... mas... como turista, é muito chato ver tantas construções cobertas, prédios e atrações turísticas em obras, ruas interditadas (o que atrapalhava um pouco no deslocamento com o GPS), estradas em obra... bem, é meu lado egoísta falando... rsrsrs... ainda assim, entre encarar algumas atrações turísticas com obras de manutenção e reparo e enfrentar um inverno rigoroso e ver essas mesmas atrações turísticas tomadas pela neve, acho que o verão ganha... 

- Verão: aaahhhh... o verão!!!! Falando nele, A DICA É LEVAR ROUPAS LEVES E FILTRO SOLAR!! O que mais ouvi quando retornei de viagem foi: "como é possível alguém voltar no Canadá bronzeado???" ... hehehehehe... sim... pois é!!! Foi o meu caso!! Voltei bem bronzeada, mesmo usando protetor solar com fator 50!!!

Dias longos... uma delícia!!! Anoitecendo por volta das 21:00, dias longos e perfeitos para muito turismo!!! Adorei!! Fez render bastante as minhas programações!!! Para quem gosta de tirar muita foto como eu e prefere os dias claros para fotografar, não tem nada melhor...

Em Toronto, o calor surpreendeu bastante!! Parecia que eu estava em pleno verão carioca!! Houve um dia em que a sensação térmica alcançou os 40º !!! Quente pra chuchu!!! Na maior parte do tempo os dias eram limpos e ensolarados... mas também peguei um pouco de mormaço e de nuvens... mas nem sinal de chuva!!

Um pouco de chuvisco no caminho entre Toronto e Niagara Falls, que não atrapalhou nada e nem foi preciso sequer abrir o guarda chuva!! Aliás... depois de chegar em Niagara Falls, o tempo abril e o sol brilhou forte por um bom tempo... depois ficou nublado de novo... ou seja... tudo ótimo!!

Já em Montreal, com temperaturas bem quentes durante o dia, à noite refrescava bem e um casaquinho super hiper leve já bastava.

Fiquei no total 5 dias... um apenas nublado, com direito a uma chuva torrencial que durou menos de 1 hora (exatamente no momento em que eu tinha parado para almoçar... ou seja, em nada prejudicou) e logo após a chuva o sol voltou a brilhar forte... e sol, sol, sol nos demais dias!!!

Em Quebec City, diferente dos demais, as temperaturas estavam mais amenas, especialmente pela manhã e à noite... um casaquinho de linha ou uma jaqueta jeans eram também suficientes!! E sol... sol... sol... dias lindos!!! 

O mais legal do verão era observar a alegria do povo... ver como eles comemoram e realmente celebram o verão!! Ruas cheias, alta temporada, muitos eventos rolando... era uma festa!!

Festival de Jazz em Montreal, Festival de Música em Quebec City, Festival de Blues em Mont Tremblant, show de luzes e sons no Parlamento em Ottawa, show de luzes e sons em Niagara Falls, Summerlicios em Toronto (espécie de Restaurant Week - seleção de restaurantes com menus diferenciados, completos e bem mais baratos), Festival de Teatro em Toronto, Carnaval em Montreal, diversos shows de bandas e artistas internacionais... era muita coisa rolando ao mesmo tempo!! Difícil mesmo era conciliar os ímpetos turísticos com todos esses eventos!! 

- Cirque du Soleil: trupe circense de origem canadense, com sede em Montreal, costuma ter vários espetáculos espalhados ao redor do mundo, alguns sazonais e outros fixos. Curiosamente, no Canadá não há espetáculos fixos. Mas vale muito a pena pesquisar antes no site deles para verificar se durante a sua viagem terá algum espetáculo rolando por lá... É LINDO DEMAIS!!! 

Eu consegui assistir a 3 apresentações:

. Amaluña - com cara de Cirque du Soleil, simplesmente maravilhoso!!
. Michael Jackson The Immortal World Tour - uma espécie de espetáculo a la Broadway
. Les Chemins Invisibles - apresentação gratuita em Quebec City (bastava chegar 30 minutos antes de começar, tudo bem organizado e lindo e de graça!!)

Em relação aos dois primeiros, eu adquiri os ingressos antes de viajar, consegui comprar assentos TOP, super bem localizados, centrais, com proximidade fantástica ao palco no Amaluña, na faixa dos 130USD com impostos --> RECOMENDO!!! Não quer dizer que é impossível comprar na hora. Para o Amaluña, eu conheci brasileiros que conseguiram comprar ingressos no mesmo dia... já para o Michael Jackson, estava tão cheio que acho difícil alguém ter conseguido comprar  na hora, a não ser de outras pessoas vendendo... 

- Bebida alcoólica: No Canadá há uma espécie de "toque de recolher" para as bebidas alcoólicas, semelhante a vários lugares nos EUA. Isso significa que a partir de uma determinada hora, por volta da 01:00 da manhã, é proibido beber na rua, e muitos lugares encerram a venda de bebida alcoólica em torno disso também.

Eles são bem sérios nesse quesito. Não ouse beber e dirigir!! Não vale a pena correr o risco de ser pego por um policial e a tolerância pode não ser dar melhores.

Eu estranhei bastante a política bem rigorosa de venda em lojas em Ontario. Como passei a maior parte da viagem pelas cidades da província de Quebec e como lá as regras são diferentes, não podia imaginar que em Ontario a venda de bebida alcoólica só é permitida em certas lojas credenciadas pelo governo e até determinado horário. 

Ou seja, não adianta querer comprar uma cerveja em um supermercado às 23:00, porque não vai encontrar!! Supermercados não vendem bebida alcoólica na província de Ontario!!! E essa lojas credenciadas e autorizadas pelo Governo, que são apenas duas - LCBO e THE BEER STORE, verdadeiros supermercados de bebida alcoólica, fecham em torno das 22:00. Depois disso, só entrando em algum restaurante ou bar para beber. Ahhhh... eles pedem a identidade na hora de comprar, viu?? Fiquei tão emocionada!! hehehehehe... 

Na Província de Quebec, as coisas são um pouco diferentes. Também há um horário limite para tomar bebidas alcoólicas na rua, mas, pelo menos, você consegue comprar bebidas em mercados e levar para o hotel para seguir bebendo. 

- Paisagens: as paisagens são lindas!! Muitos parques, muito verde, muitas flores, muitos ambientes super bucólicos, muitos esquilos... aliás, eu não me lembro de ter visto gatos e cachorros de rua, mas o que eu vi de esquilos foi impressionante!!!! Fofo demais!!! 

Pelas estradas há várias placas também para dirigir com cuidado porque não raro animais de porte, como alces, ursos, veados e outros, podem atravessar as pistas... 

SEGUIREI COMENTANDO MAIS DICAS E CURIOSIDADES NOS POSTS SOBRE CADA LUGAR QUE VISITEI!!!

ACOMPANHEM!! VAMOS VIAJAR JUNTOS PELO CANADÁ!! =))

Esquilos no parque Mont Royal, em Montreal

La Citadelle de Quebec

Cidade Velha de Quebec

Parlamento de Ottawa

Cataratas de Niagara

Cataratas Americana e Canadense - Niagara Falls

Maid of the Mist lá embaixo... Niagara Falls

CN Tower, em Toronto

Casa Loma, em Toronto

2 comentários:

  1. Adorei!! O Canadá ainda está nos meus planos de viagem...

    Só uma coisinha: a forma de cobrança dos impostos não é nada diferente do que acontece nos EUA, nem mesmo quanto a diferença de alíquotas por Estado. Em abril, quando fomos a Florida, verificamos alíquotas diferentes nas três cidades pelas quais passamos: Fort Laudardale, Miami e Orlando!

    ResponderExcluir
  2. Que bom!!! Obrigada!! Estou com vários posts no forno... rsrsrs... Acompanhe!! E... Sim Sim!!!! A forma de cobrança dos impostos é igual, ou seja, o valor não é embutido no produto, mas sim em separado... o que eu quis dizer é que imaginava (até porque só fui aos EUA 2 vezes) que o valor do imposto nos EUA fosse mais padronizado e não variasse tanto de um lugar para outro, ficando sempre em torno dos 8% ... realmente não sabia que pudesse ser igual ao Canadá nesse quesito... MUITO BOM SABER!!! Se bem que, dentro do Outlet em Niagara Falls Americana eu percebi que algumas lojas cobravam 8% de imposto e outras cobravam apenas 4%... sinceramente, está aí mais uma coisa que não entendi direito... dentro do mesmo Estado, do mesmo Outlet, lojas cobrando impostos diferenciados... enfim... por mais diferente que seja para a gente, eu penso que ainda é melhor ser assim e saber direito o valor correto que se paga de imposto do que como acontece no Brasil, cuja carga tributária é enorme e não temos sequer noção de quanto pagamos. BEIJOKAS

    ResponderExcluir